Modesto Malachias

De Clube Atletico Mineiro - Enciclopédia Galo Digital
Ir para: navegação, pesquisa

Biografia

Modesto Malachias, mais conhecido como Modesto, foi zagueiro do Atlético entre os anos de 1976 e 1978. Com a camisa alvinegra, o ex-jogador fez 106 jogos e marcou 5 gols.

Início de Carreira

Natural de Campinas, em São Saulo, Modesto teve uma infância difícil. Estudou somente até a quarta série primária e foi trabalhar como servente de pedreiro do pai. Logo depois, era operário braçal numa fábrica de bebidas, função que trocou pela de calceteiro - e foi então que pensou em fazer um teste no Guarani. Aprovado, algum tempo depois estava no Ponte Preta, onde o então técnico, Zé Duarte, resolveu ajudá-lo com um salário de quatrocentos e cinquenta cruzeiros. Durante algum tmepo, a vida de Modesto de dividia entre a bola e ajudar o pai, que logo morreu deixando a família em sérias dificuldades. Seu primeiro contrato como profissional foi assinado com o São José da Boa Vista F.C. Em 1972, ele se transferiu para o Barretos, que logo depois o vendeu ao Uberaba por cinco mil cruzeiros. Seu nome ganhou destaque pela primeira vez quando uma seleção mineira representou a antiga CBD - atual CBF - num torneio Sul-Americano. Convocado, ele não chegou a encher os olhos de quem viu seus treinos, tanto que rapidamente foi dispensado do selecionado. Mas, de qualquer maneira, já havia tropeçado na sorte: Valmir Pereira, então diretor de futebol, disse-lhe que o compraria assim que fosse eleito presidente - e cumpriu a promessa. Modesto foi comprado do Uberaba por duzentos e setenta e cinco mil cruzeiros, recebendo seis mil mensais, com a promessa de que passaria a receber dez mil caso se tornasse titular.

Chegada ao Atlético

Em seu novo time, Modesto teve dificuldades para começar a jogar. O titular era Márcio, que não parecia disposto a entregar a posição. Com o passar do tempo, Modesto resolveu ter uma conversa com o técnico Barbatana. Reclamou de problemas físicos e o técnico concordou em afastá-lo do time, pois com o fôlego em dia, seria mais fácil competir a vaga. A grande chance de Modesto veio com a contusão de Márcio. Durante um treino, o jogador recebeu uma bolada no olho e foi entregue ao Departamento Médico. Tranquilo, frio, sem sentir-se obrigado a abafar, Modesto entrou no time sob desconfiança da torcida. Jogo a jogo, Modesto começou a mostrar algumas vantagens sobre Márcio: jamais usava da violência para segurar um atacante mais hábil; de quebra, vez por outra comparecia com algum lançamento que colocava Reinaldo, Paulo Isidoro ou Danival na cara do gol. Assim, começou a conquistar a confiança da torcida, enquanto Márcio, ainda com um derrame no olho, nada podia fazer a não ser pensar em voltar o mais rápido possível. Quando recuperado de sua contusão, o jogador tentou recuperar sua vaga de titular. Porém, a esta altura, Modesto já era mais do que um simples zagueiro, transformara-se num ídolo da torcida. Seu porte físico, 1,90 m, o ajudava a impor respeito na área.

Ficha Técnica

Nome: Modesto Malachias
Posição: Zagueiro
Data de Nascimento: 20 de março de 1950
Naturalidade: Campinas-SP

Carreira

Brasil.png Bandeira de São Paulo.png Palmeiras/SJBV-SP - 1971
Brasil.png Bandeira de São Paulo.png Barretos-SP - 1972
Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Uberaba-MG - 1975
Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Atlético - 1976/1978
Brasil.png Bandeira de Goiás.png Vila Nova-GO - 1979
Brasil.png Bandeira de Goiás.png Atlético-GO - 1980

Partidas Disputadas

Títulos

1976 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Taça Minas Gerais - Atlético
1976 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Campeonato Mineiro - Atlético
1978 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Campeonato Mineiro - Atlético