Sheilla Tavares de Castro

De Clube Atletico Mineiro - Enciclopédia Galo Digital
Ir para: navegação, pesquisa

Biografia

Sheilla carrega camisa do Atlético em treinos. Crédito: Amanda Kestelman
Sheilla carrega camisa do Atlético em treinos. Crédito: Amanda Kestelman

Sheilla Tavares de Castro (Belo Horizonte, 1° de julho de 1983), mais conhecida como Sheilla, é uma jogadora brasileira de voleibol. Atua na posição de oposto e começou sua carreira no Mackenzie, até chegar ao Minas Tênis Clube. Ao longo de sua carreira, obteve diversos títulos pelos clubes onde passou e pela Seleção Feminina de Vôlei. No ano de 2008 em Pequim, fez parte da equipe que conquistou a inédita medalha de ouro para o vôlei feminino brasileiro em Jogos Olímpicos. Quatro anos mais tarde, faturou o bicampeonato olímpico em Londres. Considerada com uma das melhores jogadores da história do vôlei brasileiro, é dona de mais de 20 títulos individuais em sua carreira. No ano de 2012, conquistou o prêmio de melhor atleta do ano no esporte olímpico brasileiro[1]. Na Superliga, possui várias conquistas de melhor atacante e maior pontuadora da competição, além de dois títulos nacionais, sendo um pelo Minas em 2001/02 e o outro pelo Rio de Janeiro em 2010/11. Pela Seleção Brasileira, é pentacampeã do Grand Prix de Voleibol, tetra no Sul-Americano e tricampeã da Copa Pan-Americana. Em jogos pan-americanos, obteve o ouro de Guadalajara em 2011 e prata no Pan do Rio de Janeiro em 2007. Nos campeonatos mundiais de 2006 e 10 realizados no Japão, foi prata.

Homenagem

Sheilla recebeu uma camisa do Clube Atlético Mineiro em homenagem pela conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim. A atleta foi agraciada após a vitória no Torneio Final Four, em Fortaleza-CE, no dia 7 de setembro de 2008.

Paixão pelo Galo

Sheilla Castro

Apaixonada pelo Atlético desde sua infância, Sheilla nunca escondeu seu amor pelo clube e por onde viaja leva em sua bagagem o alvinegro. "É uma paixão de família, sempre torci, desde criança. Todo mundo da minha família adora ir ao estádio, torce e vibra muito com o Atlético. É um time que sempre nos deu muita alegria.", afirmou a oposto em entrevista ao Globoesporte[2]. Nos jogos decisivos da Copa Libertadores da América de 2013, Sheilla acompanhou tudo e relembrou a atuação de Victor na semifinal contra o Newell's Old Boys da Argentina. "Consegui acompanhar todos os jogos da Libertadores. Na seleção, até quem não é atleticana me mandou mensagem durante a semifinal para dizer que estava torcendo para o Galo. Só as cruzeirenses que não se manifestaram, claro. O Victor fez uma defesa ali no final do segundo tempo, quando o Atlético já vencia por 2 a 0, que eu realmente me exaltei, foi emocionante.", lembra a jogadora. Em outros jogos da competição, Sheilla foi destaque na imprensa por demonstrar sua paixão pelo Atlético, como na vitória contra o São Paulo nas oitavas-de-final do torneio[3].

Após a conquista do torneio, a jogadora destacou a conquista do clube em uma das suas redes sociais (foto à esquerda).

Ligações externas

Referências

  1. Medalhista de ouro em Londres, Sheilla, do vôlei, é eleita atleta do ano no Prêmio Brasil Olímpico, acesso em 1° de outubro de 2013
  2. Fanática, Sheilla aposta em título do Galo: 'Não tem como não ficar tensa', acesso em 1° de outubro de 2013
  3. Sheilla comemora vitória do Atlético-MG sobre o São Paulo, pelo twitter Craque do vôlei, Sheilla celebra vitória do Atlético, seu time de coração, acesso em 1° de outubro de 2013