Frederico Chaves Guedes

De Clube Atletico Mineiro - Enciclopédia Galo Digital
Ir para: navegação, pesquisa
Fred
20160611-Fred.jpg
Informações pessoais
Nome completo Frederico Chaves Guedes
Data de nasc. 3 de outubro de 1983 (33 anos)
Local de nasc. Teófilo Otoni-MG Bandeira de Minas Gerais.png, Brasil Brasil.png
Altura 1,85 m
Apelido(s) Fred
Informações profissionais
Clube atual Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Atlético (2016 - atualmente)
Número 9
Posição Atacante
Revelado por Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png América-MG (2003)
Princ. clubes Fluminense, Seleção Brasileira e Lyon.
Total de jogos pelo Galo
Jogos 64
Gols 34
Estreia CAM 2 x 3 Cruzeiro-MG - 12/06/2016
Vitórias 33
Empates 15
Derrotas 16
Títulos Campeonato Mineiro 2017
Atualizado em 14 de Agosto de 2017


Biografia

Frederico Chaves Guedes, mais conhecido como Fred, é um atacante de futebol revelado nas categorias de base do América Mineiro.

América Mineiro

Frederico Chaves Guedes nasceu no dia 3 de outubro de 1983, em Teófilo Otoni, cidade-pólo da região do Vale do Mucuri, em Minas Gerais.

Incentivado por seu pai, Juarez, amante de futebol, Fred se destacou nas peladas disputadas na infância e pertenceu às categorias de base do América Futebol Clube, da sua cidade. O jogador se lembra com carinho do “Dragão do Corcovado” [1].

Mas foi atuando em outro América Futebol Clube que Fred, aos 19 anos, chamou a atenção no mundo da bola.

América-MG

Na tarde de 12 de janeiro de 2003, no Estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba (SP), em partida válida pela 34ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, o América de Belo Horizonte enfrentou o Vila Nova de Goiás. O jovem atacante de Teófilo Otoni integrava os júniores (categoria Sub-20) do Coelho.

Devido à indisciplina, por pouco Fred não havia ficado de fora da competição. E seu rendimento durante a “Copinha” não favorecia ao prosseguimento da carreira no futebol profissional: na primeira partida, em 5 de janeiro, contra a Ponte Preta, ele havia sido expulso – ficando fora do jogo contra o Esporte Clube Primavera, de Indaiatuba. Naquele 12 de janeiro, porém, esse panorama seria modificado de maneira abrupta: logo na saída de bola do confronto contra os goianienses, Fred teve uma iniciativa que definiria o rumo da sua trajetória. Com um chute do meio do campo, marcou, aos 3,17 segundos, o gol mais rápido do mundo. (Essa marca viria a ser batida em 7 de novembro de 2009, pelo saudita Nawaf Al Abed – que , coincidentemente, também tinha 19 anos na ocasião. Nawaf marcou gol aos 2 segundos da partida de seu time Al Hilal contra o Al Shoalah, pela Copa do Príncipe Faisal bin Fahad Sub-23. Dessa forma, o gol de Fred permanece como o mais rápido do futebol brasileiro.) [2]; [3]

A enorme repercussão do gol garantiu visibilidade ao jovem, que foi integrado à equipe profissional do América ao fim da Copa São Paulo. Fred não demorou a se tornar o destaque do Coelho, mesmo com a fraca campanha do time na Série B do Campeonato Brasileiro de 2003. O goleador foi vice- artilheiro do Campeonato Mineiro em 2003 e 2004 (com 10 e 9 gols, respectivamente). [4].

De acordo com Carlos Paiva, historiador do clube, no livro “Minha paixão, o América Futebol Clube, BH, o América Mineiro” (pág. 90), Fred foi o maior goleador do Coelho na década de 2000, com 34 gols, apesar de ter atuado pouco tempo na equipe – após o estadual de 2004, o centroavante foi transferido para o Cruzeiro, também de Belo Horizonte.

Cruzeiro

O desempenho de Fred em sua passagem pelo Cruzeiro Esporte Clube foi suficiente para colocar seu nome entre os dos principais ídolos da história do clube.

No Campeonato Brasileiro de 2004, o atacante participou de 28 jogos e foi o maior goleador do time, com 14 gols. Marcou ainda 2 gols na Copa Sulamericana daquele ano. Em 2005, Fred foi artilheiro do Campeonato Mineiro, com 14 gols. Na Copa do Brasil, marcou 15 vezes, sendo o recordista do número de gols em uma única edição do torneio. No Campeonato Brasileiro fez 12 gols, totalizando 53 em 71 jogos na sua passagem pelo clube.

Olympique Lyonnais

As boas atuações de Fred em 2005 lhe renderam uma transferência de 15 milhões de euros para o Olympique Lyonnais (França) – clube mais conhecido como Lyon.

No Lyon, o atacante jogou ao lado do meia Juninho Pernambucano e do zagueiro Cris (brasileiros que, como Fred, seriam convocados para a Copa do Mundo de 2006). O clube vinha de uma ascenção notável (vice-campeão da Ligue 1 francesa em 2000-01, havia conquistado os títulos nacionais em 2001-02, 2002-03, 2003-04 e 2004-05). Fred participou da campanha de mais três títulos (2005-06, 2006-07 e 2007-08), ajudando o clube a conquistar o heptacampeonato. O Lyon também foi o vencedor da Copa da França em 2007-08.

O início das atuações de Fred nos campos franceses foi extremamente animador. O jogador mostrava grande facilidade para marcar gols, sendo que alguns surpreendiam pela beleza. No entanto, lesões impediram melhor desempenho no decorrer dos anos. Com a promoção de Karim Benzema ao time titular, como grande promessa vinda das categorias de base do clube, Fred optou por voltar ao Brasil no início de 2009.

Fluminense

Sua estreia pelo Fluminense Football Club (RJ) se deu em 15 de março de 2009, no Campeonato Carioca. Em julho, uma grave lesão o afastou dos jogos por três meses. Durante o período em que esteve longe dos gramados, a equipe tricolor apresentou desempenho pífio no Campeonato Brasileiro, chegando a ser considerada com 99% de chances de cair para a segunda divisão (Série B).

Em outubro, Fred voltou ao time e assumiu o comando de uma reação surpreendente e histórica, que evitou o rebaixamento do clube. Com a necessidade de não perder, o tricolor carioca conquistou seis vitórias e um empate (enquanto também avançava na Copa Sulamericana, da qual foi vice-campeão). A equipe do técnico Cuca ganhou da torcida o apelido “Time de guerreiros”, tendo Fred como sua maior referência. [5]

Nos anos seguintes, a identificação de Fred com o Fluminense e sua torcida foi consolidada. O atacante é o maior ídolo da história recente do clube.

Em 2010, mesmo voltando a sofrer lesões (disputou 14 dos 38 jogos), o centroavante foi um dos principais nomes da conquista do Campeonato Brasileiro – que o Fluminense não ganhava desde 1984.

Em 2011, marcou quatro hat-tricks. Num desses, em 13 de outubro no estádio Engenhão - atual Nilton Santos - marcou, de bicicleta, contra o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro, o gol de número 200 na sua carreira. Em 16 de novembro, também no Engenhão e pelo nacional, fez 4 gols contra o Grêmio. Na temporada, com 22 gols anotados em 25 partidas (0,88 gol por jogo), sagrou-se o maior artilheiro do Fluminense em uma única edição do Campeonato Brasileiro.

Em 2012, conquistou novamente o Campeonato Brasileiro pelo tricolor carioca, tornando-se, a partir de 19 de julho, o maior artilheiro do clube em Campeonatos Brasileiros (considerando todas as edições da competição). Foi o artilheiro da competição daquele ano, com 20 gols.

Nem mesmo a fase de séria dificuldade pela qual o Fluminense passou em 2013 abalou a sua condição de ídolo. (Com 46 pontos conquistados, o clube carioca seria rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, mas foi salvo pela punição à Portuguesa de Desportos, que escalou irregularmente o meia Héverton na última rodada da competição, em partida contra o Grêmio. Após a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, a Lusa perdeu 4 pontos e caiu da 14ª posição para 17ª, sendo rebaixada com 44 pontos.) [6]

Em 10 de abril de 2014, Fred alcançou Viola no posto de segundo maior artilheiro da Copa do Brasil, com 29 gols em 31 jogos (atualmente, em 2017, acumula 33 tentos, aproximando-se da marca de 36, de Romário). [7]. Com 18 gols no Campeonato Brasileiro de 2014, foi o artilheiro da competição e maior artilheiro brasileiro no ano.

No dia 11 de abril de 2015, no primeiro confronto das Semifinais do Campeonato Carioca, o tricolor venceu o Botafogo por 2 a 1, com gols de Fred. O primeiro tento foi o 300º da sua carreira. O segundo lhe garantiu o posto de maior artilheiro da história do Fluminense, com 150 gols em jogos oficiais (excluídos amistosos). [8]. Em 31 de maio, o centroavante tornou-se o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos, após marcar duas vezes na vitória por 3 a 2 sobre o Flamengo. Com o passar do tempo, Fred se isolaria cada vez mais nessa posição.[9]

Com 6 gols nos dois primeiros jogos do Campeonato Carioca de 2016, Fred parecia estar no início de nova temporada brilhante com a camisa tricolor. Mas os primeiros meses daquele ano foram marcados por polêmica. Após desentendimento com o técnico Levir Culpi, o jogador chegou a dizer que não jogaria mais pelo clube enquanto este fosse o comandante da equipe. A situação foi contornada em reunião entre os dois e a diretoria do Fluminense. Fred chegou a ser questionado por parte dos torcedores ao viver longo jejum de gols (10 partidas). Findo esse período, o jogador voltou a marcar gols, mas a relação com o clube não era mais a mesma.

Atlético

Em 8 de junho de 2016, Fred foi anunciado como novo contratado do Atlético. A volta a Belo Horizonte aconteceu num período favorável, quando sua esposa estava prestes a dar à luz a primeira filha do casal, na capital mineira. Além de possibilitar estar próximo à familia, o retorno a Minas Gerais, aos 32 anos, significou a realização de um sonho. Fred, que havia defendido os outros dois clubes de BH, vestiria o manto alvinegro – e o Galo é o time de coração de seu pai e da sua família – para o qual Fred torceu na infância.[10][11].

O jogador foi recebido com carinho pela Massa logo em seu primeiro jogo pelo clube, no domingo, 12 de junho (quando marcou um gol e comemorou com entusiasmo, na Arena Independência, em confronto contra o Cruzeiro).[12]

Em 25 de setembro, Fred completou 600 jogos na carreira, marcando o primeiro tento da vitória atleticana, por 3 a 1, sobre o Internacional, na Arena Independência. Em sua primeira temporada com a camisa alvinegra, terminou o ano de 2016 como artilheiro do Campeonato Brasileiro. Dessa maneira, igualou-se a Dario (Dadá, ex-Atlético), Túlio e Romário como os únicos a conquistar a artilharia nacional por três vezes. Esta também foi a sétima vez que o Galo promoveu o goleador do Brasileirão.[13][14]

O primeiro hat-trick de Fred veio no estádio Mineirão, em 19 de fevereiro de 2017, na vitória por 4 a 1 sobre o América pelo Campeonato Mineiro.[15]

Na noite de 13 de abril, pela Copa Libertadores da América, o centroavante marcou quatro vezes na vitória por 5 a 2 sobre o Sport-Boys (Bolívia), na Arena Independência. Com 3 desses 4 gols, foi conseguido um hat-trick clássico (gols com pé direito, pé esquerdo e de cabeça). Após 17 anos, Fred igualava o feito de outro atacante atleticano, o também centroavante Guilherme, que, no ano 2000, fez 4 gols numa mesma partida pela Copa Libertadores (Atlético 6 x 0 Cobreloa – CHI, no Mineirão).[16].Na ocasião, Fred alcançou a impressionante marca de 16 gols em 13 jogos (média de 1,23 por partida), o que evidenciava um início de temporada em alto rendimento. [17].

De fato, Fred foi o grande nome do Campeonato Mineiro de 2017, conquistado pelo Atlético. Artilheiro da competição, com 10 gols, o atacante foi eleito o melhor jogador do estadual por votos da imprensa e da torcida.[18].

Seleção Brasileira

Um amistoso da Seleção Brasileira no Pacaembu, em 27 de abril de 2005, no qual o Brasil venceu a Guatemala por 3 a 0, tinha como principal motivo a despedida do centroavante Romário. Essa partida, no entanto, marcou também a estreia de Fred, então com 21 anos, com a camisa amarela.[19]

O desempenho do jovem centroavante pela seleção agradou ao técnico Carlos Alberto Parreira, e Fred foi convocado para a Copa do Mundo de 2006, disputada na Alemanha. O centroavante do Lyon, junto com Robinho (que viria a defender o Atlético em 2016 e 2017), esteve na reserva da dupla Adriano e Ronaldo. Em 18 de junho, em Munique, Fred entrou em campo aos 41 minutos do segundo tempo, marcando aos 43 o segundo gol da Seleção Brasileira na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália (pela segunda rodada da Fase de Grupos).[20]

Em 2007, Fred foi convocado pelo técnico Dunga para disputar a Copa América, na Venezuela. Porém, além de não ser relacionado entre os titulares daquela Seleção, Fred não foi mais chamado por Dunga após o fim do torneio, vencido pelo Brasil.

Seu retorno à Seleção aconteceu após quatro anos, em 19 de maio de 2011. Suas boas atuações pelo Fluminense valeram a convocação pelo técnico Mano Menezes. Após dois amistosos, a equipe do Brasil disputaria a Copa América, em julho, na Argentina. Na segunda partida da competição, Fred marcou o gol de empate contra o Paraguai (2 a 2), aos 44 minutos do segundo tempo, tendo entrado em campo como substituto de Neymar na etapa complementar. O Brasil, porém, foi eliminado pelo mesmo Paraguai nas Quartas de Final. Mesmo tendo demonstrado seu talento como artilheiro, o jogador teve poucas oportunidades com Mano Menezes após a Copa América.

A volta de Luiz Felipe Scolari ao comando da Seleção Brasileira possibilitou a Fred seu melhor momento com a camisa amarela. Em jogo amistoso contra a Seleção Inglesa, Fred marcou o primeiro gol oficial do estádio Maracanã após a reforma para a Copa do Mundo de 2014 (empate por 2 a 2, em 2 de junho de 2013). Na Copa das Confederações de 2013, o centroavante foi destaque. Nas duas primeiras partidas, não conseguiu alterar o placar (contra Japão e México – sendo substituído, no decorrer dos jogos, por Jô, então atacante do Atlético, que fez gols). Mas Fred não se abalou e, a partir do confronto contra a Itália, ainda pela Fase de Grupos, balançou as redes e iniciou seu caminho rumo à artilharia do torneio, com 5 gols (2 contra a Itália – do goleiro Buffon – , 1 contra o Uruguai e 2 contra a Espanha – de Casillas – , na Final). O goleador brasileiro recebeu o prêmio Chuteira de Prata (a Chuteira de Ouro foi ganha pelo espanhol Fernando Torres, também com 5 gols, mas com menos minutos jogados em relação a Fred).[21]

Em 2014, porém, Fred teve atuação apagada durante Copa do Mundo do Brasil, marcando apenas 1 gol em 6 jogos. As falhas de posicionamento da Seleção Brasileira não favoreceram seu desempenho, uma vez que ele esteve isolado no ataque, com sérias dificuldades para receber a bola. A Seleção Canarinho sofreu o maior vexame de sua história na derrota por 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão, na Semifinal – na tarde da terça-feira, 8 de julho – e terminou a Copa em 4º lugar. Fred foi um dos mais criticados pela imprensa e pela torcida, durante a competição e após o fiasco. Por conta disso, considerou que sua trajetória na Seleção Brasileira havia chegado ao fim.[22] [23]

O reecontro com o prazer de jogar futebol, a partir da sua chegada ao Atlético, em 2016, chegou a fazê-lo repensar a decisão.[24]E seu excelente desempenho pelo Galo no início de 2017, nas funções de artilheiro e pivô, com belos gols e assistências, ocasionou a expeculação, pela imprensa, de sua volta ao selecionado.[25]

Ficha Técnica

Nome: Frederico Chaves Guedes
Posição: Atacante
Data de Nascimento: 3 de outubro de 1983
Naturalidade: Teófilo Otoni-MG

Carreira

Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png América-MG - 2003/2004
Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Cruzeiro-MG - 2004/2005
França.png Lyon-FRA - 2005/2009
Brasil.png Bandeira do Rio de Janeiro.png Fluminense-RJ - 2009/2016
Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Atlético - 2016/2017


Brasil.png Seleção Brasileira - 2005/2014

Multimídia

Partidas Disputadas

Ano 2016

201637 - 12/06/2016 - Atlético 2x3 Cruzeiro-MG - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201638 - 16/06/2016 - Internacional-RS 2x0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201639 - 19/06/2016 - Atlético 3x0 Ponte Preta-SP - Campeonato Brasileiro
201640 - 22/06/2016 - Atlético 2x1 Corinthians-SP - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201641 - 26/06/2016 - América-MG 0x1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201642 - 30/06/2016 - Atlético 5x3 Botafogo-RJ - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201643 - 03/07/2016 - Figueirense-SC 1x1 Atlético - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201645 - 18/07/2016 - Atlético 2 x 1 Coritiba-PR - Campeonato Brasileiro
201646 - 24/07/2016 - Palmeiras-SP 0 x 1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201647 - 30/07/2016 - Atlético 3 x 0 Santa Cruz-PE - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201648 - 04/08/2016 - São Paulo-SP 1 x 2 Atlético - Campeonato Brasileiro
201649 - 08/08/2016 - Atlético 3 x 1 Chapecoense-SC - Campeonato Brasileiro
201650 - 14/08/2016 - Santos-SP 3 x 0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201653 - 28/08/2016 - Grêmio-RS 1 x 1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201654 - 07/09/2016 - Atlético 2 x 1 Vitória-BA - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png
201655 - 12/09/2016 - Fluminense-RJ 4 x 2 Atlético - Campeonato Brasileiro
201656 - 15/09/2016 - Atlético 1 x 0 Sport-PE - Campeonato Brasileiro
201657 - 18/09/2016 - Cruzeiro-MG 1 x 1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201659 - 25/09/2016 - Atlético 3 x 1 Internacional-RS - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201662 - 05/10/2016 - Corinthians-SP 0 x 0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201663 - 13/10/2016 - Atlético 3 x 0 América-MG - Campeonato BrasileiroBola de Futebol.png
201664 - 16/10/2016 - Botafogo-RJ 3 x 2 Atlético - Campeonato BrasileiroBola de Futebol.png
201666 - 23/10/2016 - Atlético 3 x 0 Figueirense-SC - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201668 - 29/10/2016 - Atlético 2 x 2 Flamengo-RJ - Campeonato Brasileiro
201670 - 06/11/2016 - Coritiba 2 x 0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201671 - 17/11/2016 - Atlético 1 x 1 Palmeiras-SP - Campeonato Brasileiro
201672 - 20/11/2016 - Santa Cruz-PE 3 x 3 Atlético - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201674 - 27/11/2016 - Atlético 1 x 2 São Paulo-SP - Campeonato Brasileiro

Ano 2017

201703 - 28/01/2017 - Atlético 1 x 0 América/TO-MG - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png
201705 - 04/02/2017 - Tombense-MG 0 x 3 Atlético - Campeonato Mineiro
201706 - 09/02/2017 - Atlético 2 x 0 Joinville-SC - Primeira Liga Bola de Futebol.png
201707 - 12/02/2017 - Atlético 3 x 0 Uberlândia-MG - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png
201708 - 19/02/2017 - Atlético 4 x 1 América-MG - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png
201709 - 25/02/2017 - Democrata/GV-MG 2 x 3 Atlético - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png
201711 - 04/03/2017 - Atlético 2 x 1 Villa Nova-MG - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png
201712 - 08/03/2017 - Godoy Cruz-ARG 1 x 1 Atlético - Copa Libertadores da América Bola de Futebol.png
201713 - 13/03/2017 - Atlético 4 x 0 Tupi-MG - Campeonato Mineiro
201714 - 18/03/2017 - Tricordiano-MG 1 x 2 Atlético - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png
201715 - 26/03/2017 - Atlético 2 x 0 URT-MG - Campeonato Mineiro Bola de Futebol.png
201716 - 01/04/2017 - Cruzeiro-MG 2 x 1 Atlético - Campeonato Mineiro
201718 - 13/04/2017 - Atlético 5 x 2 Sport Boys-BOL - Copa Libertadores da América Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png Bola de Futebol.png
201720 - 19/04/2017 - Libertad-PAR 1 x 0 Atlético - Copa Libertadores da América
201722 - 26/04/2017 -Atlético 2 x 0 Libertad-PAR - Copa Libertadores da América
201723 - 30/04/2017 - Cruzeiro-MG 0 x 0 Atlético - Campeonato Mineiro
201725 - 07/05/2017 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro-MG - Campeonato Mineiro
201726 - 13/05/2017 - Flamengo-RJ 1 x 1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201727 - 16/05/2017 - Atlético 4 x 1 Godoy Cruz-ARG - Copa Libertadores da América Bola de Futebol.png
201728 - 21/05/2017 - Atlético 1 x 2 Fluminense-RJ - Campeonato Brasileiro
201729 - 24/05/2017 - Paraná-PR 3 x 2 Atlético - Copa do Brasil
201730 - 28/05/2017 - Atlético 2 x 2 Ponte Preta-SP - Campeonato Brasileiro
201731 - 31/06/2017 - Atlético 2 x 0 Paraná-PR - Copa do Brasil Bola de Futebol.png
201732 - 04/06/2017 - Palmeiras-SP 0 x 0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201733 - 07/06/2017 - Atlético 1 x 0 Avaí-SC - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201734 - 11/06/2017 - Vitória-BA 2 x 0 Atlético - Campeonato Brasileiro
201737 - 21/06/2017 - Atlético 2 x 2 Sport-PE - Campeonato Brasileiro Bola de Futebol.png
201739PRO - 29/06/2017 - Atlético 1 x 0 Botafogo-RJ - Copa do Brasil
201740PRO - 02/07/2017 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro-MG - Campeonato BrasileiroBola de Futebol.png Bola de Futebol.png
201741PRO - 05/07/2017 - Jorge Wilstermann-BOL 1 x 0 Atlético - Copa Libertadores
201742PRO - 09/07/2017 - Botafogo-RJ 1 x 1 Atlético - Campeonato Brasileiro
201743PRO - 12/07/2017 - Atlético 0 x 1 Santos-SP - Campeonato Brasileiro
201744PRO - 16/07/2017 - Atlético-GO 1 x 2 Atlético - Campeonato Brasileiro
201745PRO - 19/07/2017 - Atlético 0 x 2 Bahia-BA - Campeonato Brasileiro
201746PRO - 23/07/2017 - Atlético 1 x 2 Vasco-RJ - Campeonato Brasileiro
201751PRO - 09/08/2017 - Atlético 0 x 0 Jorge Wilstermann-BOL - Copa Libertadores


Títulos

2005/06 - França.png Campeonato Francês - Lyon-FRA
2006/07 - França.png Campeonato Francês - Lyon-FRA
2007/08 - França.png Campeonato Francês - Lyon-FRA
2007 - Conmebol Logo.png Copa América - Seleção Brasileira
2010 - Brasil.png Campeonato Brasileiro - Fluminense-RJ
2011 - Brasil.png/Argentina.png Superclássico das Américas - Seleção Brasileira
2012 - Brasil.png Bandeira do Rio de Janeiro.png Campeonato Carioca - Fluminense-RJ
2012 - Brasil.png/Argentina.png Superclássico das Américas - Seleção Brasileira
2012 - Brasil.png Campeonato Brasileiro - Fluminense-RJ
2013 - Planeta.png Copa das Confederações - Seleção Brasileira
2016 - Brasil.png Primeira Liga - Fluminense-RJ
2017 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Campeonato Mineiro - Atlético

Outros

2004 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Craque do ano do Troféu Telê Santana - Cruzeiro-MG
2005 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Melhor atacante do Troféu Telê Santana - Cruzeiro-MG
2005 - Brasil.png Chuteira de Ouro da Revista Placar - Cruzeiro-MG
2009 - Conmebol Logo.png 2° lugar Copa Sul-Americana - Fluminense-RJ
2011 - Brasil.png Craque da galera do Troféu Craques do Brasileirão - Fluminense-RJ
2011 - Brasil.png Bola de Prata da Revista Placar - Fluminense-RJ
2012 - Brasil.png Melhor atacante do Troféu Craques do Brasileirão - Fluminense-RJ
2012 - Brasil.png Bola de Prata da Revista Placar - Fluminense-RJ
2012 - Brasil.png Melhor atacante do Troféu Mesa Redonda - Fluminense-RJ
2013 - Brasil.png Bandeira do Rio de Janeiro.png Melhor atacante do Campeonato Carioca - Fluminense-RJ
2013 - Planeta.png Chuteira de Prata da Copa das Confederações - Seleção Brasileira
2013 - Planeta.png Melhor atacante da Seleção da Copa das Confederações - Seleção Brasileira
2014 - Brasil.png Chuteira de Ouro da Revista Placar - Fluminense-RJ
2016 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Melhor atacante do Troféu Guará - Atlético
2017 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Melhor atacante do Troféu Globo Minas - Atlético
2017 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Craque do Campeonato do Troféu Globo Minas - Atlético
2017 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Ídolo da galera do Troféu Globo Minas - Atlético

Artilharias

2005 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Campeonato Mineiro - Cruzeiro-MG - 14 gols
2005 - Brasil.png Copa do Brasil - Cruzeiro-MG - 14 gols
2011 - Brasil.png Bandeira do Rio de Janeiro.png Campeonato Carioca - Fluminense-RJ - 10 gols
2012 - Brasil.png Campeonato Brasileiro - Fluminense-RJ - 20 gols
2013 - Planeta.png Copa das Confederações - Seleção Brasileira - 5 gols
2014 - Brasil.png Campeonato Brasileiro - Fluminense-RJ - 18 gols
2015 - Brasil.png Bandeira do Rio de Janeiro.png Campeonato Carioca - Fluminense-RJ - 11 gols
2016 - Brasil.png Campeonato Brasileiro - Fluminense-RJ e Atlético - 14 gols
2017 - Brasil.png Bandeira de Minas Gerais.png Campeonato Mineiro - Atlético - 10 gols

Referências

  1. Contra o América TO, Fred cita jogo especial: "Clube que me formou"
  2. Top 10 gols mais rápidos de todos os tempos
  3. Nawaf Al Abed
  4. Fred - Acervo do Coelho
  5. Fred e Cuca contam bastidores da arrancada do Flu contra o rebaixamento
  6. Portuguesa é punida e rebaixada, e Flu fica na Série A, mas cabe recurso
  7. Maiores artilheiros da Copa do Brasil
  8. Artilheiro do Flu em jogos oficiais, Fred elege ranking dos gols mais marcantes
  9. Lista dos maiores artilheiros do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos
  10. Por que Fred encerrou casamento de 8 anos com Flu e foi para o Atlético-MG
  11. "Sonho de infância" e desejo do pai. Por que Fred disse sim ao Atlético-MG
  12. Fred faz gol na estreia, comemora muito e, ainda, esconde chinelo
  13. Fred iguala Romário, Túlio e Dadá. Ponte e Sport têm artilheiro pela 1ª vez
  14. Fred não é ultrapassado e se torna artilheiro do Campeonato Brasileiro pela terceira vez
  15. Com hat-trick, Fred leva a bola para casa e aumenta média em 2017
  16. Fred faz quatro gols, Atlético-MG vira jogo em dois minutos e vence a primeira na Libertadores
  17. Fred já é o maior artilheiro do Brasil em 2017
  18. Troféu Globo Minas: Craque do Mineiro, Fred leva mais três prêmios para casa
  19. Despedida de Romário e estreia de Fred na seleção completam 10 anos
  20. Veja a ficha técnica e o lance a lance de Brasil 2 x 0 Austrália
  21. Fred termina como artilheiro da Copa das Confederações
  22. Fred diz a jornal que Seleção "já deu" e revela que vai pedir folga ao Flu
  23. 'Pra mim, a seleção já deu', desabafa Fred
  24. Fred vê G. Jesus como titular absoluto, mas torce por chance na seleção
  25. Artilheiro do Atlético, Fred não é descartado por Tite na Seleção, garante auxiliar